Pesquisar
Close this search box.

Como prorrogar dívida rural? Quais são as regras?

Depois de investir tanto tempo e dinheiro, tudo o que você não quer é ver seu negócio se encher de dívidas, principalmente por problemas fora do seu controle.

Entendo que realmente não é agradável ter dívidas, ter o nome negativado ou, ainda pior, perder o patrimônio que trabalhou tanto para conseguir.

Por outro lado, o credor que lhe emprestou o dinheiro (banco, financeira, cooperativa de crédito), está desejando apenas o lucro.

Assim, dificilmente o credor lhe informará de forma correta o direito que você tem de prorrogar a dívida em razão dos problemas sofridos.

É possível prorrogar o pagamento do Crédito Rural? Como fazer?

Se você pegou um Crédito Rural e teve problemas externos na produção, é possível, sim, prolongar o pagamento dessa dívida.

Mas antes de aprofundar neste assunto, vou te informar duas dicas essenciais:

  • não se desesperar, porque isso não ajuda resolver o problema;
  • não buscar soluções muito fáceis e práticas, afinal, é o seu patrimônio que está em jogo.
Essa prorrogação da dívida vale para todos os tipos de Créditos Rurais?

Não, nem todos os créditos rurais são aptos para serem prorrogados. Veja alguns exemplos:

  • O que pode ser prorrogado? 

As operações convencionais de Crédito Rural, contratadas em bancos, financeiras ou cooperativas de crédito, por exemplo, empréstimo para capital de giro, financiamento de máquinas e outros.

  • O que não pode ser prorrogado?

Linhas especiais de financiamento, programas como PESA, securitização ou crédito contratado em Cédula de Produto Rural (CPR).

Por isso, é interessante verificar diretamente no banco, mas se ainda estiver com dúvida, é essencial procurar auxílio de um advogado para analisar de forma detalhada o seu caso.

Por quais motivos posso pedir o prolongamento da dívida rural? 

São três principais motivos

  1. Dificuldade de comercialização, quando o mercado está travado, ou seja, falta comprador para os seus produtos;
  2. Frustração de safra causada por problemas climáticos ou outros fatores adversos; e
  3. Eventuais ocorrências prejudiciais ao desenvolvimento das explorações, por exemplo, redução dos preços de mercado, daí os valores recebidos não cobrem os custos da produção. 

O que é fazer para prorrogar o pagamento do Crédito Rural? 

Você precisa ir até o credor que lhe emprestou o dinheiro (credor é o banco, financeira, cooperativa de crédito etc) e apresentar: 

  1. uma requisição demonstrando os motivos para ter o prolongamento dessa dívida (clique aqui e baixe nosso modelo dessa requisição); e
  2. juntar algum documento que comprove essa condição de dificuldade no pagamento.

Após receber a sua requisição, o credor analisa o pedido e, ao conceder a prorrogação, informa qual valor o produtor precisa pagar de entrada.

Já o saldo restante é prorrogado com os mesmos encargos financeiros informados no contrato inicial. 

Porém, talvez você não se sinta seguro para pedir a prorrogação do pagamento junto ao credor. Mas talvez você já fez o pedido ao banco, no entanto, foi negado.

É muito importante que você procure um advogado especialista para ajudar a proteger seu patrimônio.

Postagens do Blog

Blog JD

A realidade sobre a Recuperação Judicial no Agronegócio

A criminalização dos produtores rurais que recorrem à recuperação judicial no agronegócio tem sido um tema de crescente preocupação. Essas acusações de que eles são responsáveis pelo aumento do custo do crédito no Brasil são controversas. Neste artigo, vamos desmistificar essas alegações e apresentar dados concretos.

Leia mais »
Blog JD

Isenção de ICMS na Transferência de Gado: Uma Vitória que o produtor rural não sabia

A transferência de gado entre diferentes fazendas do mesmo proprietário é uma prática rotineira no setor agropecuário. Porém, essa atividade essencial enfrentava desafios significativos devido à cobrança indevida de ICMS, especialmente quando envolvia propriedades situadas em estados distintos. Um recente cenário vem surgindo, trazendo alívio e benefícios substanciais para os produtores rurais.

Leia mais »
Blog JD

Alienação Fiduciária de Bem Imóvel: Vantagens e Riscos

A alienação fiduciária de bem imóvel é uma prática financeira que gera muitas dúvidas: é algo positivo ou negativo? Devemos temê-la ou desejá-la? A resposta depende do ponto de vista.

Perspectiva do Tomador de Crédito

Se você está buscando crédito junto a uma instituição financeira e a alienação fiduciária é exigida como garantia, é preciso ter cautela.

Leia mais »